Teogonia

Teogonia é o mito da origem dos Deuses. A Teogonia conta:

A progressiva gênese do universo da desordem para a ordem presidida por Zeus começa com os elementos fundamentais e se desenvolve por cinco gerações sucessivas de deuses:

No início Caos( ou vazio primitivo,primeira geração ), o deus orinal,se dividi(segunda geração), formando  Gaia ( a terra ) , Tártaro ( a escuridão primeva ) e Eros ( a atração amorosa ) daí sendo gerados ( assexuadamente ) Hemera ( o dia ), Nix ( a noite ), Urano ( o céu ) e Ponto ( a água primordial ).

Na terceira geração, Urano assume o poder, e junto com Gaia geraram os Titãs, gigantes dos quais destacam-se Cronos ( o tempo ), Oceano ( a água doce ), Temis ( a Lei ), Mnemósine ( a memória ) e vários monstros místicos.Urano era perverço com os Titas, Por isso Cronos com a ajuda de seus irmãos, constroem uma fuiçe, que foi usada para castrar o pai, que depois foi cortado em pedaços e jogado no tartaro.

Na quarte geração, Cronos assume o poder.

 Ponto origina Forcis pai de monstros como Górgona, Equidna e Esfinge e Nereu ( o mais antigo deus do mar ), pai das Nereidas. Oceano dá vida às Ninfas dos ventos Métis ( sabedoria ) e Hélios ( o sol ) e Caos gera entre outros Ecate ( a dádiva ). Numa última etapa,Cronos e Réia tem 6 filho(Zeus, Poseidon, Hades, Hestia, Dementer e Hera); Cronos sendo senhor do tempo, tem uma visão de que um de seus filhos iria destronalo, por isso quando nasceram ele engolhe eles, menos um, que Réia escondeu do marido, o nome do filho era Zeus.Quando Zeus cresceu, resolveu vingar-se de seu pai, solicitando para esse feito o apoio de Métis – a Prudência – filha do Titã Oceano. Esta ofereceu a Cronos uma poção mágica, que o fez vomitar os filhos que tinha devorado. Zeus solicita aos ciclopes que contruam armas para destronar Cronos, sendo as mais famosa delas o Raio de Zeus e o Tridente de Poseidon. Zeus consegue com seus aliados destronar o pai, e com a foiçe, simbolo do poder de Cronos, da a ele o mesmo destino de Urano, fatiado nas profundesas do tartaro. Essa sequencia de fatos da inicio a guerra entre deuses e titãs, onde os deuses saem vitoriosos.

Zeus assume o poder, constroe o olimpo e inicia a quinta geração.Daí até o seu final, a Teogonia trata do relacionamento dos deuses com os homens.Para a mitologia clássica, depois dessa destituição dos Titãs, um novo panteão de deuses e deusas surgiu. Entre os principais deuses gregos estavam os olímpicos- cuja limitação de seu número para doze parece ter sido uma idéia moderna, e não antiga – que residiam no Olimpo abaixo dos olhos de Zeus. Nesta fase, os olímpicos não eram os únicos deuses que os gregos adoravam: existiam uma variedade de divindades rupestres, como o deus-cabra Pã, as ninfas — Náiades (que moravam nas nascentes), Dríades (espíritos das árvores) e as Nereidas (que habitavam o mar) —, deuses de rios, Sátiros e outras divindades que residiam em florestas, bosques e mares. Além dessas criaturas, existiam no imaginário grego seres como as Erínias (ou Fúrias) (que habitavam o submundo), cuja função era perseguir os culpados de homicídio, má conduta familiar, heresia ou perjúrio.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s